Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



Um convite a leitura

29/10/2007

Estou iniciando hoje, aqui, através da internet, o que posso chamar de uma nova relação com meus leitores, dos que gostam e dos que não gostam do que escrevo.

 

Este é meu primeiro comentário através da internet que, diariamente, será seguido por outros, de maneira ininterrupta, levando aos que tiverem a curiosidade de acessar o meu site, encontrar minhas opiniões, as mais sinceras, sobre os assuntos mais relevantes da atualidade, doa a quem doer, como sempre o fiz, buscando, acima de tudo, defender os interesses maiores da coletividade brasileira, notadamente dos mais oprimidos.

 

Meu comportamento, através dos comentários que faço semanalmente em A GAZETA, será sempre o mesmo. Sou, por tradição e por circunstância da minha formação, um adepto do direito, das liberdades individuais, da democracia, não dessa democracia que esse pessoal da esquerda petista insinua que defende, quando na verdade essa parcela de aventureiros defende um socialismo idiota, que tira a liberdade de todos nós.

 

Quero fazer tudo, mas tudo mesmo, para caminhar até o fim dos meus dias como jornalista independente, livre, absolutamente correto com tudo que faço, quer como jornalista, homem de empresa, chefe de família, brasileiro convicto de suas responsabilidades; serei firmemente honrado para dizer o que for verdadeiro, mesmo que seja contra minha pessoa.

 

Quero, entretanto, dizer que, acima dos meus interesses pessoais, estarão sempre os do meu Estado, do Brasil.

 

Sou por questões eminentemente de princípios pessoais contrário a esse tipo de “regime” que o Brasil ostenta, sob a chefia do “professor” Lula. Ponderável parcela da sociedade, principalmente aquela alimentada pelo Bolsa Família, está embevecida com as presepadas desse boquirroto fantasiado de presidente da República. O tempo vai dizer o quanto a Nação perdeu, elegendo esse esperto por duas vezes consecutivas. Uma, seria o bastante, para conhecer esse sabido e seu time de espertos, mas a sociedade que vota em Lula é igual a ele, tem os mesmos princípios, a mesma capacidade de raciocínio burro, sem objetivos, sem futuro, sem grandeza!

 

O que esta acontecendo com o Brasil será irrecuperável pelo espaço de 25 anos ou mais. Não tem preço o prejuízo que o país esta sofrendo com esse entrave ao seu desenvolvimento. Essa história de PAC, que esta sendo lançado como uma falácia no campo do desenvolvimento, faz parte de uma engrenagem mentirosa para enganar essa massa jovem que tanto aspira por oportunidades.

 

Um país com 38 ministérios e igual número de siglas partidárias, numa das mais vergonhosas distribuições de empregos públicos do mundo, não passa de uma nação infeliz, incapaz de se organizar, de estimular a geração com novas oportunidades, pela letargia que o emprego público  transmite ao cidadão, que se sente desestimulado, ganhando para não fazer nada...

 

É contra esse tipo de oportunismo governamental, essa falta de competência, que sempre me insurgirei, buscando mostrar à sociedade que ela pode ser independente, se buscar a educação, o trabalho produtivo, a coragem de dizer não a esse bando de trapalhões.

 

É preciso não ter medo, lutar pelo direito, repelir as ameças com coragem e determinação, dentro daquele processo: olho por olho; dente por dente...


Imprimir | Enviar para um amigo

Desordem social

18/01/2018

NOTA– Você vai ler um comentário independente, sem enganos, sem mentiras. Se Você entender que não deva prosseguir com sua leitura, delete-o. Nunca suporte o que não gosta. Se não ler, vai perder a oportunidade de conhecer a verdade.

 

Praticamente faltam onze meses para o sr. Michel Temer deixar a presidência da República do Brasil. Infelizmente, graças às práticas judiciais e da própria política nacional a sociedade tem que suportar esses tipos sórdidos que povoem o universo da vida pública brasileira.

De Sarney até a presente data tivemos as mais estranhas e estúpidas figuras à frente da nação. Que pecado pagamos por ter gente tão ordinária para nos dirigir. De Sarney até a presente data, o que se salvou, mais ou menos, foi o vice Itamar Franco, que substituiu Collor de Mello ao ser cassado seu mandato, pelos mal feitos praticados.

O “bonzinho” Fernando Henrique, até hoje posando de vestal, abriu a imoralidade comprando sua reeleição. Praticou-se contra o Estado uma estupidez de tamanho descomunal. O segundo mandato foi tão ruim que destruiu a pálida imagem que se tinha do primeiro, quando foi implantado o Plano Real. Meteu os pés pelas mão de forma tão audaciosa que permitiu a eleição e reeleição de Luiz Inácio Lula da Silva, o “professor” dos professores, o comandado pela esquerda internacional que luta desesperadamente para reabilitar o comunismo na face da terra. E olha que tem seguidores os mais imbecís.

É impressionante como Lula, o homem que peca pela omissão, ajudou a desgraçar o Brasil e até conseguiu eleger a pior figura do PT, Dilma Rousseff, uma analfabeta de pai e mãe, como ele, Lula, que fez do Brasil esta grande merda que aí está, chegando a nos oferecer como prêmio, pela nossa burrice, incapacidade de discernir, a figura um tanto ou quanto esotérica, fúnebre, de Michel Temer.

Por que padecemos dessa estranha burrice nacional? Será que não temos remédio, para termos partidos e homens decentes para governar o Brasil? Por que e por culpa de quem chegamos a essa ponto da nossa história?

As coisas são tão difíceis de serem entendidas que, estranho, o único homem que resta sobre os oito milhões de quilômetros quadrados do território brasileiro é Lula!

Não parece termos solução à vista, a não ser se a sociedade acorde do estado de letargia em que se encontra para tomar as rédeas da nação e impor uma mudança radical de administração.

Não podemos ter um país tocado ao sabor desse estado de corrupção endêmica que aí está, cada qual buscando se safar da melhor maneira possível da prisão, através dos mais estranhos artifícios, servindo o pais de vergonhoso exemplo para o mundo, como uma terra sem leis, sem justiça.

Vivemos ao sabor da mais estúpida desordem social.

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo



1910 1909 1908 1907 1906 1905 1904 1903 1902 1901   Anteriores »