Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



Um convite a leitura

29/10/2007

Estou iniciando hoje, aqui, através da internet, o que posso chamar de uma nova relação com meus leitores, dos que gostam e dos que não gostam do que escrevo.

 

Este é meu primeiro comentário através da internet que, diariamente, será seguido por outros, de maneira ininterrupta, levando aos que tiverem a curiosidade de acessar o meu site, encontrar minhas opiniões, as mais sinceras, sobre os assuntos mais relevantes da atualidade, doa a quem doer, como sempre o fiz, buscando, acima de tudo, defender os interesses maiores da coletividade brasileira, notadamente dos mais oprimidos.

 

Meu comportamento, através dos comentários que faço semanalmente em A GAZETA, será sempre o mesmo. Sou, por tradição e por circunstância da minha formação, um adepto do direito, das liberdades individuais, da democracia, não dessa democracia que esse pessoal da esquerda petista insinua que defende, quando na verdade essa parcela de aventureiros defende um socialismo idiota, que tira a liberdade de todos nós.

 

Quero fazer tudo, mas tudo mesmo, para caminhar até o fim dos meus dias como jornalista independente, livre, absolutamente correto com tudo que faço, quer como jornalista, homem de empresa, chefe de família, brasileiro convicto de suas responsabilidades; serei firmemente honrado para dizer o que for verdadeiro, mesmo que seja contra minha pessoa.

 

Quero, entretanto, dizer que, acima dos meus interesses pessoais, estarão sempre os do meu Estado, do Brasil.

 

Sou por questões eminentemente de princípios pessoais contrário a esse tipo de “regime” que o Brasil ostenta, sob a chefia do “professor” Lula. Ponderável parcela da sociedade, principalmente aquela alimentada pelo Bolsa Família, está embevecida com as presepadas desse boquirroto fantasiado de presidente da República. O tempo vai dizer o quanto a Nação perdeu, elegendo esse esperto por duas vezes consecutivas. Uma, seria o bastante, para conhecer esse sabido e seu time de espertos, mas a sociedade que vota em Lula é igual a ele, tem os mesmos princípios, a mesma capacidade de raciocínio burro, sem objetivos, sem futuro, sem grandeza!

 

O que esta acontecendo com o Brasil será irrecuperável pelo espaço de 25 anos ou mais. Não tem preço o prejuízo que o país esta sofrendo com esse entrave ao seu desenvolvimento. Essa história de PAC, que esta sendo lançado como uma falácia no campo do desenvolvimento, faz parte de uma engrenagem mentirosa para enganar essa massa jovem que tanto aspira por oportunidades.

 

Um país com 38 ministérios e igual número de siglas partidárias, numa das mais vergonhosas distribuições de empregos públicos do mundo, não passa de uma nação infeliz, incapaz de se organizar, de estimular a geração com novas oportunidades, pela letargia que o emprego público  transmite ao cidadão, que se sente desestimulado, ganhando para não fazer nada...

 

É contra esse tipo de oportunismo governamental, essa falta de competência, que sempre me insurgirei, buscando mostrar à sociedade que ela pode ser independente, se buscar a educação, o trabalho produtivo, a coragem de dizer não a esse bando de trapalhões.

 

É preciso não ter medo, lutar pelo direito, repelir as ameças com coragem e determinação, dentro daquele processo: olho por olho; dente por dente...


Imprimir | Enviar para um amigo

Uma visão do futuro

20/10/2019

 

Raros homens públicos brasileiros tiveram uma visão do futuro do País, de sua sociedade, como um todo. Dentro dos métodos dos colonizadores, o “espírito empreendedor” deles era explorar ao máximo os recursos naturais do território recém descoberto, até sua exaustão, daí sermos até ontem (pode ser que hoje mude) somos exportadores de matéria prima in natura e, interessante, o que de mais precioso existente, os recursos minerais, ainda são transferidos para o exterior a preços imorais, pela nossa incapacidade de gerar a multiplicação do uso da mão de obra abundante, beneficiando o que mandamos quase de graça.

Vou falar do Estado do Espírito Santo porque o conheço bem, sei de suas potencialidades e, como sei também, porque ele, como o Brasil, não se desenvolvem, pelo excesso de burocracia, de sinecuras, impostos abusivos e um sistema burocrático de se extorquir impostos, para sustentar uma massa de servidores públicos, entre desnecessários e inúteis.

De todos municípios do Estado, raros se salvam da madorra do atraso e do subdesenvolvimento econômico, cultural e moral, a partir do meu São Mateus, capengando de forma lastimável, porque meu povo não sabe votar. Raramente, acerta. Depois, faz uma cagada...

A máquina burocrática administrativa brasileira, montada na roubalheira e no empreguismo, gerou o famoso Estado do Lava Jato. É um negócio impressionante, que atinge TODOS os escalões da República. Vou te contar: que merda...

Há mais de 50 anos escrevo sobre as potencialidades do desenvolvimento turístico do município de Guarapari, onde mais de um terço da população do Espírito Santo frequenta-o assiduamente; e mais de um milhão de turistas ocorrem para suas belezas naturais anualmente, sendo que muitas, atraídas pela sua radioatividade, um negócio surpreendente, que deveria ser explorado como métodos medicinais, para certos tipos de reumatismo.

Sem nenhum demérito para os prefeitos anteriores, alguns até velhos amigos, vizinhos mas, o esforço, a dedicação, o entusiasmo como do prefeito Edson Magalhães, é deveras contagiante, qualquer pessoa que acompanhar suas realizações fica animado com o futuro de Guarapari.

Não sou porta voz do prefeito de Guarapari, sou admirador do seu trabalho, da vontade férrea de fazer o melhor, a começar pelas escolas, um primor. Você conhece o administrador pelo carinho com que ele tem pela educação, a saúde, o bem- estar do seu povo.

Se os que gostam de Guarapari, como eu, gostam de apreciar as coisas, sentir uma visão do futuro, acompanhe com carinho o que está sendo feito ali, por um prefeito com modestos recursos, de uma arrecadação temporária, que flutua como a maré do turismo, mas com uma determinação de envaidecer qualquer um. O homem, se for ajudado por todos nós, vai longe. 

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo



2230 2229 2228 2227 2226 2225 2224 2223 2222 2221   Anteriores »