Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



Frutos da imaginação

11/03/2018

NOTA– Você vai ler um comentário independente, sem enganos, sem mentiras. Se Você entender que não deva prosseguir com sua leitura, delete-o. Nunca suporte o que não gosta. Se não ler, vai perder a oportunidade de conhecer a verdade.

 

Recente, numa reunião, um empresário defendia a permanência no cargo, até final do mandato, do sr. Daniel do Açai, prefeito eleito de São Mateus, que está sendo processado pela Justiça Eleitoral,por ter distribuído água potável à população, em época eleitoral, granjeando sua simpatia.

O argumento do empresário era de que, um modesto candidato a prefeito de São Mateus, usando a criatividade, fez o que as autoridades municipais, estaduais ou até mesmo federais não tiverem competência para fazê-lo: distribuir água potável à população.

Devido as secas, uma lâmina de água salgada, vinda do oceano, saliniza as águas do rio Cricaré, proibindo sua utilização para o consumo humano. A solução para por - se um fim ao problema é a construção de uma barragem para conter o avanço da Lâmina de água salgada que, sendo mais pesada do que a doce, sobe junto ao leito do rio. A barragem impede seu avanço, represando apenas a água para o consumo da população.

Como os recursos públicos são “escassos” para construir a barragem para conter a lâmina de água salgada, o sr. Açai imaginou distribuir água com a população, o que, no entender do empresário, deveria ser entendido como uma medida humanitária, corajosa, determinada. Então, dizia ele, ao Estado não surge a inteligência para distribuir água à população, mas aparece um homem, que dizem, pouco instruído, para fazer exatamente aquilo que as autoridades não fazem e, como “prêmio”, acaba se elegendo, por merecimento, prefeito da cidade. A velha história. Preso por ter cão. Preso por não ter cão...

Pelo que me parece, o pior problema para uma família é não ter água potável para beber. A água é um dos três elementos mais importantes para a vida (água, Sol e ar) e, foi com o espírito de apoio à sofrida população que o prefeito Açai entendeu que poderia distribuir água.

Mas, vamos supor que o prefeito de São Mateus contrariou a lei, a legislação eleitoral para se eleger, fazendo um favor à população. Por que tanta demora para tirá-lo do cargo? Se for candidato outra vez, em próximo pleito, o sr. Açai vai se reeleger. Lula está aí, processado em segunda instância, prestes para enfrentar a cadeia e fazendo propaganda política. Será que o problema do prefeito de São Mateus foi evitar que a população de sua cidade se livrasse da diarreia provocada pela água salgada?

Vá lá que seja. Pelo menos o sr. Açai teve mais criatividade do que todos políticos juntos, que não tiveram a capacidade de construir um negócio prático e que se tornaria eterno: a barragem de contenção da lâmina de água salgada.

 


Imprimir | Enviar para um amigo