Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



Despreparados I

06/01/2019

 

 

 

Nós, latinos, temos nossos pendores por ditaduras e ditadores. Até bem pouco, uma “plêiade” de políticos ordinários, viviam lambendo a sola do tênis fedorento de Fidel Castro, que passou 50 anos como ditador de Cuba e, decrépito, passou suas funções ditatoriais para o irmão e, para alimentar esses imbecís, por uma questão eminentemente pessoal, a velha União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) sustentaram o sistema ditatorial cubano, até que, em 89 a União Soviética explodiu e largaram os comunistas cubanos de lado por ser notório que Fidel Castro engordava sua conta no exterior às custas dos “rublos camarada”. Veio depois o imbecil Hugo Chavez, que destruiu a Venezuela e, com sua morte, transferiu toda sua maldade para outro idiota, Maduro, que ainda não caiu, de podre que está...

 

 

O povo brasileiro, vendo exemplos ditatoriais nojentos, como o de Cuba, Venezuela, Guatemala, resolveu meter o pé na bunda de Lula e sua turma que, abertamente, afirmavam que desejavam implantar o socialismo no Brasil, a despeito de todas desgraças que estão às nossas vistas.

 

 

 

A força desse bando de inconsequentes é tão grande que quase tiraram a vida de Jair Messias Bolsonaro no meio de uma multidão, em Juiz de Fora, Minas Gerais, quando era carregado pelo povo.

 

 

Tenho raiva de idiotice. Querem porque querem, dizer que o pretenso assassino de Jair Bolsonaro tentou mata-lo a mando de Deus e, surpreendentemente, logo após o crime, chega um avião a Juiz de Fora com advogados de uma banca especializada em defender criminosos.

 

 

É a mesma coisa que aquele bando de petistas, sem muita coisa que fazer, berrando num megafone: “Lula, eu te amo”. “Lula, você é o nosso rei”; Lula, Feliz Ano novo”. Acreditar que um imbecil, saia de meio da multidão, como uma faca na mão e consegue enterrá-la na barriga do candidato Jair Bolsonaro, quase matando-o, à mando de Deus...  É muito idiotice.

 

 

 

Pois tem quem acredite que o sujeito que quase matou Jair Bolsonaro é doido: Mas não come merda e muito menos rasga dinheiro.

 

O Brasil precisa mudar. Não será em quatro anos que acertaremos a vida de uma nação que tem as coisas piores do mundo, a começar pela Justiça.

 

Vamos dar um grande crédito ao novo presidente da República. Pelo menos, sua presença é algo completamente diferente do que assistíamos até então no Brasil.

 

As vezes fico pensando: Compomos uma sociedade de despreparados para ser uma sociedade decente.

 

Será que sairemos desse atoleiro?

 


Imprimir | Enviar para um amigo