Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



Ou, ou, ou!!!

10/02/2019

 

Ou, nossos dirigentes (todos eles) são tremendamente incompetentes; cegos (não andam a pé ou de carro... para não tropeçar nos buracos) ou são completamente analfabetos, em termos de economia de mercado. Ou, ou, ou....

O Estado do Espírito Santo tem a base de sua economia formada pelo comércio de bens, serviços e turismo, que rendem às finanças estaduais cerca de 84% de sua arrecadação. Os 16% restantes são formados por outras fontes, - agropecuária e indústria. Querem porque querem transformar o Estado numa “potência industrial”, só se for de conversa fiada...

Uma jovem, dessas twitteiras, pergunta do porque a Fecomércio – ES não incentiva o desenvolvimento do comércio, citando como exemplo lojas e mais lojas fechadas em todo Estado e, principalmente, na avenida mais importante da capital, a Jerônimo Monteiro.

Expliquei a twitteira que o problema é de governo. O grande número de lojas fechadas no Estado, como de resto do Brasil, tem três responsáveis básicos: a violência, a estupidez dos arrombamentos sucessivos, num Estado, num país, marcadamente inseguros; o peso das obrigações fiscais e parafiscais, em número de 70, um ritual que tem que ser cumprido todos os dias; as mais estúpidas exigências do Corpo de Bombeiros, vigilância sanitária, com a procrastinação das vistorias impedindo que os estabelecimentos comerciais possam funcionar.

Ordinariamente, os prédios antigos de Vitória possuem perto de 100 anos ou mais, quando não existiam as tais das Normas Técnicas para os bombeiros seguirem, impondo adaptações em edificações de espaços mínimos para obrigações máximas; estúpidas, como da Vigilância Sanitária e seus insuportáveis processos burocráticos e procrastinações para conceder licença.

O governador não sabe quem paga e como paga ICMS e que o que arrecada não dá, para manter um quadro de servidores absurdamente excessivo, 62% maior do que o necessário, e um quadro na inatividade, que consome uma monstruosidade da receita.

Compomos, para variar, o único país no mundo que tem Corpo de Bombeiros militar; Justiça do Trabalho, Justiça Eleitoral, cartórios que servem para dar 30% de sua receita para manutenção dos clubes da magistratura e, para culminar com tais absurdos, temos uma lista cavalar contendo 70 obrigações fiscais e parafiscais, quando países desenvolvidos possuem de 5 a 6, daí porque são desenvolvidos.

Somos a 9ª economia do mundo, vendendo commodits a preço de banana podre. Veja o caso da Vale do Rio Doce, um monstruoso câncer dentro da economia nacional.

Nossos governantes, quando pensam, querem anistiar criminosos. Outros, pensam em bicicletas e patinetes, e a cidade que se lixe.

Estou escrevendo em grego?

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo