Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



Confusão no Vaticano.

10/02/2020

 

O mundo vive em reboliço. Até a “santa madre Igreja Católica, Apostólica, Romana” vive de pernas pro ar, com as estapafúrdias medidas adotadas pelo apelido de “papa vermelho”, o argentino Francisco que, não se sabe do porquê, cargas d’água elegeram-no para substituir o alemão Ratzing, que continua perambulando pelos corredores do Vaticano, porque não conseguiu suportar a turma de fuxiqueiros da Santa Sé...

 

Não sou religioso, não acredito em nada do além e sou totalmente descrente dos aquém (os do lado de cá), quando assisto a devassidão secular, dos religiosos que se multiplicam em religiões e seitas as mais diversas e divertidas.

 

O chamado berço da humanidade é a África. A chamada raça humana é uma só e, através dos séculos, seis mil e tantos anos, ela foi se diversificando, se aprimorando, até chegar onde estamos. Vejam que o chamado “berço” da humanidade, a África, abriga os povos mais atrasados do mundo, fruto da multiplicidade ou diversidade de religiões, seitas (até hoje) as mais estúpidas, que levaram seus povos aos mais nefandos tipos de escravidão da qual os brancos (negros que com o passar dos séculos, das migrações ficaram brancos) se tornaram exploradores dos povos africanos.

 

A chamada explosão da raça humana, seu crescimento irresponsável, vem gerando a multiplicidade de seitas e, por consequente, surgindo mais pessoas que não acreditam nelas, os chamados ateus, porque não é possível, mesmo considerado de infinita bondade, Deus, se existisse, não permitiria que gente tão ordinária falasse em seu nome, a começar pelo papa Francisco, que anda desmantelando a religião católica, a destruição da família, o casamento de pessoas do mesmo sexo, um carnaval de sandices que tomou conta de tudo, até dos tribunais, com suas raras exceções, que admitem tal estultice.

 

Os chamados mouros (muçulmanos) dominaram os mais importantes países europeus por 400 anos, como os ingleses dominaram a China e a Índia por períodos semelhantes. Derrotados, expulsos, estão voltando, impondo regras na França e na Inglaterra e influenciando outras regiões. Não se pode avaliar como isso tudo vai acabar. Os americanos, sabidamente, trancaram suas portas e lá, na América, o tal papa vermelho, o argentino Francisco, não é bem visto, não é “flor” que se cheire...

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo