Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



Um desfecho desagradável.

03/05/2020

 

Não é assunto para ser discutido hoje, agora, talvez num amanhã, próximo, como ocorreu o surgimento do coronavírus, como se espalhou pelo mundo e chegou até nós!

 

Essa “criação” do coronavírus está sendo estudada por gente altamente qualificada que, breve (?), vai dar um veredito, como se espalhou pelo mundo e nos atormentou, no Brasil.

 

Ainda é cedo para avaliarmos a extensão dos prejuízos econômicos, sociais e financeiros criados pelo coronavírus. Quanto tempo será necessário para uma nação, como o Brasil, de composição financeira débil, recuperar o emprego de 50 milhões ou mais de desempregados, o terrível aumento da criminalidade, a corrupção que geram os indomados senhores do poder...

 

Não é possível, agora, fazer-se uma avaliação da tragédia que vai bater às nossas portas nos próximos 90 dias , por aí, quando os empreendedores, sem dinheiro para pagar suas contas, não terem ânimo  para produzir e deixar seus empregados sem a necessária assistência financeira.

 

Quando posso, falo sobre a tremenda incompetência  dos nossos dirigentes. Como, governadores que nunca construíram nada, sem vocação nenhuma para o trabalho, se deixarem iludir por um sujeito da OMS, um guerrilheiro, um inconsequente, determinando o enclausuramento das pessoas em suas casas até que passasse a “onda” do vírus maldito?

 

Não é possível avaliar-se a tragédia que se aproxima. Até agora, a capacidade do presidente Bolsonaro e seu ministro da Economia, Paulo Guedes, montaram um programa assistencial de emergência que não vai salvar ninguém das necessidades absolutas. Vai ajudar, momentaneamente, matar a fome, mas não vai evitar a brutal tragédia social.

 

Tomara que a economia reflua, volte a crescer pela força iniciativa privada, do governo Central, porque, por parte dos governadores despreparados, estaremos todos liquidados!

 

Vejam as origens dos contaminados e o reduzido número de mortos, considerando outras doenças que estão matando milhares e milhares de pessoas, muitas por falta de leitos hospitalares, falta de assistência, por mais precária que ela seja, diante de grupos de doidivanas políticos que querem chegar ao estrelato, ser presidente da República, ao sabor da desgraça alheia.

 

Fizeram uma tragédia nas costas do Bolsonaro. Quebraram a cara. Ele que vai sair ganhando essa guerra suja.

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo