Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



A Internacional Socialista.

07/02/2021

 

Tive um acalentado amigo, na pessoa do professor Nelson Rangel, médico, foi diretor geral do Colégio Americano, irmão do primeiro juiz Federal do Espírito Santo, Romário Rangel, duas figuras que valiam a pena conhecer, conversar.

 

Pela proximidade do meu escritório, era vez por outra visitado Pelo Professor Nelson Rangel e, atrás dele, a amizade com um pastor americano, batista, que veio para a Primeira Igreja Batista de Vitória, que se interessou pelos meus escritos, como dizia o Nelson.

 

Em certa ocasião o pastor me perguntou o que eu entendia por Internacional Socialista. Disse-lhe que, pelo que sabia, tratava-se de uma entidade de cunho socialista, criada na Inglaterra, composta de esquerdistas, para fomentar greves e o comunismo no mundo.

 

Ele explicou que os brasileiros, notadamente o governo, recebiam tudo que era porcaria de fora com os braços abertos, notadamente governantes como Fernando Henrique Cardoso, o pior  e mais inteligente político de esquerda do Brasil, e explicando que a Internacional Socialista era financiada por empresários ingleses, europeus de um modo geral, para fomentar greves e invasões nos países em desenvolvimento com objetivos de evitar seus desenvolvimentos econômicos e sociais, para continuarem dependentes do mercado externo para comprar nossas commodities in natura, sem beneficiamento, para dar emprego lá fora, através do beneficiamento, como o caso do minério de ferro, soja e outros produtos exportados in natura, baratíssimos, para serem industrializados na Europa, Estados Unidos e Japão, principalmente. Que o brasileiro, seus governantes, eram muito burros, se aliavam a essa gente da pior qualidade, que vivia no Brasil como nababos, usufruindo de grandes somas de recursos para promover desordens sociais como se fossem aliados, mas no final das contas eram contrários ao nosso desenvolvimento e nós não víamos os estragos que eles causavam ao nosso desenvolvimento, citando Lula como um alucinado contra os empresários,

 

Passei a analisar bem o que me dizia o religioso americano, quando o Brasil foi inundado por uma verdadeira tempestade de Onges, principalmente na Amazônia, fantasiados de protetores da natureza, mas se escondiam através de uma cortina de verdadeiros ladrões das nossas riquezas naturais.

 

Vindo o governado presidente Jair Messias Bolsonaro, começaram a demonstrar o verdadeiro papel de tais organizações, como no caso da roubalheira de matéria prima da Amazônia e premeditados incêndio, objetivando a destruição de um governante sério.

 

 

Tristes trópicos...

 

 

 

 

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo