Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



A Maldio.

08/04/2021

 

Vamos usar um pouco do hispanholismo, traduzindo um pouco do que se ouvia em casa para um português mais ou menos inteligível.

 

Dizia meu pai, o homem deve ter caráter, honra. Não pode hoje dizer uma coisa, amanhã dizer ou fazer outra. Na vida, o ser humano não pode ter medo de perder os anéis, para salvar a honra. Às vezes é preciso perder os anéis, dedos, braços e até a própria vida, para salvar a própria honra, a palavra empenhada, o direito seu e do seu semelhante.

 

Tenho dificuldade em entender a forma de procedimento de algumas pessoas, notadamente autoridades, até da justiça!

 

Assisto, meio estarrecido, meio perplexo a forma utilizada por alguns governadores, prefeitos, contra a livre iniciativa. Essa gente sem critério, sem conhecimento e com assessores de conhecimentos modestos no trato com pandemia. Sem imaginar que uma das coisas mais importantes para uma sociedade é o saneamento básico – água tratada, esgoto sanitário, privadas, liberdade de ir e vir. Direito de viver!

 

Assisti, nas redes sociais, nos programas (noticiários), de TV enfermeiros fingindo darem vacina, outros negociando soro fisiológico como vacina, vendendo a dose a preços absurdos; governadores e prefeitos escondendo vacinas, roubando dinheiro repassado. Eu me pergunto, a mim mesmo, já que não sei a quem me dirigir, num país de justiça duvidosa, manobrado por uma Suprema Corte onde se assentam alguns senhores de pouco (ou nenhum?) escrúpulos, onde chegaremos, a que ponto, com tanta indignidade?

 

Num país onde se falsifica e se “comercializa” vacinas imunológicas contra um vírus que está matando milhares de pessoas diariamente, tem futuro?

 

Me resta, como consolo, a última alternativa: a praga espanhola – Que essa canalha sucumba de graves males, sem ter quem se apiede delas.

 

Sem critérios, sem ordem, sem o uso do raciocínio lógico para ordenar o funcionamento das atividades empresariais, obrigando a todos a um confinamento estúpido, me parece que a “Praga espanhola” é ainda um castigo muito leve para atos tão indignos.

 

Que sejam todos amaldiçoados.

 

Vamos aguardar o Governador capixaba prestar contas dos recursos que foram repassados pelo Governo Federal para serem gastos para a saúde.

 

A fila está crescendo, para o ajuste final.

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo