Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



Avaliao prematura.

13/05/2021

 

Não se avalia ainda como ficarão esses governadores, prefeitos, sob o impacto do Berro de Liberdade do 1º de Maio de 2021 em favor de apoio explícito ao presidente da República.

 

Aqui no Estado do Espírito Santo, não sei explicar como, o governador Renato Casagrande, depois de uma péssima administração, anterior, conseguiu se eleger em outro mandato, a despeito de toda suas ruindades administrativas, para se transformar num “adepto” do regime comunista, até importando companheiros para ajudá-lo nas suas tarefas administrativas, sem qualquer vocação para o trabalho, sendo que, convidado foi preso no ato da posse e outros se escafederam, premidos por circunstâncias esquisitas, mas outros afilhados de Fidel Castro persistem embora à firme à rejeição capixaba.

 

Na vida, tudo se acaba e o mais fugaz é o tempo. Quando menos pensarmos, terminará o mandato do sr. Renato Casagrande e vamos ver que destino daremos a ele e à sua equipe.

 

Estamos assistindo a tragédia que foi sua administração. Aliás, em termos de tragédia administrativa não precisamos retroceder muito no tempo. Cada inquilino temporário do Palácio Anchieta, de uns tempos para cá, tem sido uma tragédia. Como brincam com os recursos públicos! O que é mais interessante é como permitimos que nos enganem, como essa gente traí companheiros, vejam o caso do ex-senador Ricardo Ferraço, marginalizado pelo então governador Paulo Hartung, com medo de fazer-lhe sombra. Agora, vai assumir a presidência do DEM e deve ser o candidato ao governo do Estado. Pelo menos nos resta a esperança, ver uma pessoa responsável assumir o governo do Espírito Santo, onde temos assistido uma sucessão de grotescas figuras autocráticas, um tanto ou quanto despreparados, com desejo de se perpetuarem no poder, querendo impor uma figura de reis, sábios, bajulados por esquerdopatas imbecís, achando que o povo é besta.

 

Primeiro de Maio de 2021 vai ficar na história do Brasil. Precisamos que o presidente Jair Messias Bolsonaro seja suficiente corajoso, perspicaz, para aproveitar a oportunidade que estamos lhe dando.

 

 

 

 

 

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo