Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



O verão em Guarapari

20/01/2019

 

A partir da década de 50, Guarapari começou a surgir como uma espécie de porta de entrada do turismo do Espírito Santo. As extrações das areias monazíticas de suas praias pela Mibra Ilmenita do Brasil S/A, uma empresa estrangeira, que carregava navios e mais navios com sacos de areia extraídas da Praia da Areia Preta, eram selecionadas e catalogadas para serem embarcadas. Desse conjunto de areias diferentes, radioativas, tenho cinco frascos com elas depositadas ali.

 A grande divulgação de Guarapari se deu no então governo Jones dos Santos Neves, que construiu a ponte sobre o canal e prosseguindo, a construção do Rádium Hotel, por um largo tempo transformado em cassino, obrigando a construção de um campo de aviação, em Muquiçaba.

O tempo passou, prefeitos se sucederam e poucos, raros mesmo, tiveram a dedicação do prefeito Edson Magalhães que, diga-se de passagem, foi o responsável pela modernização do município, possibilitando, principalmente, que a cidade recebesse um milhão de turistas dos mais diversos pontos do país, no presente verão.

É preciso que se compreenda que, qualquer cidade de pequeno ou até médio porte, como Guarapari, quando recebe um milhão de visitantes, sofre um baque enorme. Não há estrutura que resista tal impacto, a não ser que todos contribuam para socorrer a prefeitura que, vamos convir, precisa arrecadar, para poder atender as exigências do grande público que a procura.

Particularmente, eu sei a importância de Guarapari, muita gente sabe também mas, o número dos que ajudam é muito restrito. Agora mesmo o prefeito Edson Magalhães que instituir uma taxa a ser paga por cada passageiro de coletivo que entrar na acidade. Não é uma taxa exorbitante, tem que ser acessível, mas é uma forma de se arrecadar um pouco de quem vem se divertir na nossa cidade e precisa de maior segurança, maior limpeza, mais conforto, comodidade.

Guarapari tem o melhor e mais importante verão de toda sua história. Em tempo algum, a cidade recebeu tanta gente, daí o povoamento de casas que colocaram suas instalações como aluguel, à falta de hotéis e preços condizentes.

Participamos com entusiasmo do esforço do prefeito Edson Magalhães, de usa determinação em dar a Guarapari condições essenciais ao desenvolvimento.

O dia que tivermos a BR-262 devidamente duplicada, a BR-101, de Vitória à divisa com os Estados do Rio e Bahia também duplicadas, vamos ter realmente uma grande oportunidade de desenvolvimento social e econômico. O verão de 2019 de Guarapari está sendo/melhor de sua existência. 

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo

Os militares no poder.

19/01/2019

 

Qualquer observador, se prestar alguma atenção sobre o processo político nacional, sabe que, com raras exceções, que existem, o chamado homem público brasileiro, não merece nenhum respeito, diante da apuração de processos como o mensalão, Lava-Jato e outros que, deixaram um saldo de figurões presos, como ladrões.

 

À moda deles, esses assaltantes de cofres públicos, cometeram tanta imoralidade, tanta roubalheira que perderam o governo, foram derrotados por um capitão da reserva remunerado do Exército, que teve o atrevimento de se lançar candidato, lutar bravamente, através das chamadas mídias sociais, contra o sistema da grande mídia, a exemplo do que fez, nos Estados Unidos, o presidente Donald Trump, que ganhou as eleições fazendo sua campanha, enquanto jornais e TVs trepavam nas suas costas, torcendo pela sua derrota.

 

No dia seguinte de sua posse como presidente, Bolsonaro começou a sentir até onde vai o ódio que lhe devota a imprensa, as aleivosias que levantam contra a composição de militares no seu ministério, como se militar fosse um ser esquisito, não fosse brasileiro, não tivesse consciência do que é administração pública.    

 

O sr. Jair Messias Bolsonaro não pode falhar, sair da linha, mostrar titubeios diante dos graves problemas nacionais. Tudo que a mídia quer, que está perdendo rios de dinheiro, com sua presença no poder, é vê-lo derrotado. Escrevam aí: aconteceu, para a oposição atual ao governo Bolsonaro uma imensa tragédia, o desmonte do sistema para implantar um modelo ditatorial como o da Venezuela, desgraçando com o país.

 

Não tem um militar que esteja no Governo Bolsonaro que seja um estorvo ao próprio sistema de governo ou ao desenvolvimento nacional. Todos são altamente politizados e conhecedores da problemática nacional, como a esquerda queria chegar ao poder, e ainda quer. O transtorno para os chamados “socialistas” foi tão grande, como um choque que uma pessoa toma quando despenca de cabeça do décimo andar de um edifício e está prestes a se esborrachar no chão.

 

Os militares são a garantia do governo Bolsonaro, a garantia do Brasil, de sua sociedade, que ficou livre de uma das mais indecentes corrupções que o mundo já assistiu.

 

É bom que essa gente fique sabendo, a mídia, por exemplo, que gosta de inventar moda, trepada na mentira. O Brasil vai ter que entrar nos eixos, vai bolir com muita gente, mas será necessário, para exterminar com o mais vergonhoso processo burocrático do mundo. 

 

 

                                                                                                                                    


Imprimir | Enviar para um amigo



« Recentes   2093 2092 2091 2090 2089 2088 2087 2086 2085 2084   Anteriores »