Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



Medo de Bolsonaro II

16/09/2018

 

 

A grande tragédia para a América Latina será a derrota do lulopetismo no Brasil. Bolívia, Uruguai, Venezuela, Nicarágua, Equador, tudo isso e mais alguma coisa irão para ralo, estarão irremediavelmente perdidos.

É preciso que a sociedade brasileira, ordinariamente despreparada para observar os mais elevados interesses nacionais, acha que esse bando de ladrões trancafiado nas penitenciárias, e outros, a caminho delas, são “inofensivos”.

A Venezuela, de Nicolas Maduro, um perfeito imbecil que tomou conta da nação a mando de Hugo Chavez, passa por uma impressionante tragédia, que não se pode avaliar onde chegará, quando terá fim, devido o acumpliciamento de seu Exército e sua Justiça como partícipes do butin que Maduro tem praticado contra os cofres venezuelanos.

O golpe das esquerdas é desarmar a população. Igual ao Brasil, onde engendrou-se um golpe contra a sociedade, desarmando-a complemente, tem como objetivo a dominação. Na China, uma arma de fogo nas mãos de um indivíduo é prisão perpétua de cara, e olhe lá se não vai enfrentar um pelotão de fuzilamento, com a família sendo obrigada a pagar as balas utilizadas.

Os povos em conflito com seus governantes malditos, como no caso presente da Venezuela, da Nicarágua, da Bolívia, o que vemos é uma tremenda falta de caráter de uma sociedade para peitar, protestar com veemência, armar um grande conflito, promover sabotagem.

Estamos caminhando, com grande relutância, para acontecer o mesmo no Brasil. Há uma luta tremenda para que tudo se resolva no voto, mas as esquerdas, sob o comando de Lula e Fernando Henrique Cardoso estão alvoroçadas, capazes de tudo. Um começo de tragédia, que precisa ser desvendado foi o esfaqueamento do candidato Jair Bolsonaro, que tem se mostrado uma espécie de direita radical, o que o povo gosta...

Como o Estado Brasileiro é muito grande, tem uma grande influência na América Latina, é possível que a eleição de Bolsonaro venha ter uma importância fundamental no desenvolvimento da América Latina, inclusive Cuba, que sempre foi apoiada pelos “nossos” comunistas sem muito escrúpulos, também.

A eleição de Jair Bolsonaro será fundamental para as liberdades dos povos da América Latina. Na história brasileira ainda não apareceu um candidato defendendo tanto a liberdade do que o sr. Bolsonaro.

O Brasil vai viver um novo momento de grandeza, elegendo-o.

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo

Tráfico de drogas

15/09/2018

 

O Brasil é um país interessante, suigeneris, uma verdadeira esculhambação. Nada mais degradante, em termos de proteção nacional, ao abandono, ao chamado Deus dará, às nossas fronteiras. Parece que temos uma espécie de convênio com os países limítrofes, altamente especializados no narcotráfico, para que a passagem de um lado para outro seja livre.

No dia 25 de agosto último a Polícia Federal apreendeu uma tonelada e meia de cocaína no distrito de Barcarena, nordeste do Pará.

Dois homens que retiravam a droga de uma caminhonete e colocavam dentro de uma embarcação à beira de um rio foram presos em flagrante. A operação contou com o apoio do Departamento de Justiça dos Estados Unidos. Segundo a Polícia Federal, a droga seria lavada para a Europa. São negócios mirabolantes que ocorrem nas nossas fronteiras, totalmente desprotegidas.

O interessante na história é que, tão distante de nós, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos mostra sua preocupação com relação ao tráfico de drogas no mundo, porque o centro receptor mais visado pelos criminosos são os Estados Unidos.

A fragilidade do sistema policial brasileiro reside efetivamente na falta de recursos para se proceder uma boa vigilância das nossas fronteiras, notadamente com o Paraguai e Bolívia e, lá em cima, na Amazônia, o Peru. Estamos entregues ás baratas. Assim mesmo, as incursões da Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal, em operações conjuntas têm apreendido dezenas de toneladas de maconha, principalmente. São milhões de dólares em drogas que contam com variados destinos, sendo que os portos de Vitória têm sido excelentes pontos de apoio para os traficantes.

As esperanças são de que, num breve espaço de tempo essas vergonhas nacionais acabem, se o candidato Jair Bolsonaro ganhar as eleições e colocar em prática o sistema de monitoramento policial persistente nas nossas fronteiras.

Tenho dito, vez por outra, da impressão que tenho que, embora muito próximo, as eleições não se realizem no Brasil e, se realizarem, não vingarão.

Minhas esperanças repousam na eleição de Bolsonaro. Se ele se eleger, realmente, terá a obrigação de colocar em prática tudo que está prometendo e, uma das grandes esperanças da sociedade brasileira é o combate à criminalidade, à corrupção desenfreada.

Vamos aguardar os acontecimentos e torcer pela Vitória de Jair Messias Bolsonaro. Pode ser que a sociedade brasileira, a sua maioria, tome vergonha na cara.

 

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo



« Recentes   2030 2029 2028 2027 2026 2025 2024 2023 2022 2021   Anteriores »