Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



Bolsonaro que se cuide...

05/11/2018

 

 

Após a vitória de Jair Bolsonaro como presidente da República, o primeiro noticiário, ou os primeiros comentários, foram sobre as vagas existentes nos diversos cargos federais no Estado do Espírito Santo, numa antecipação de favoritos às vagas que deverão ser desocupadas, como se a retalhação de autarquias fosse uma continuidade corriqueira na administração do novo presidente.

Não sou entendido (ninguém é) sobre o que pensa ou o que vai fazer o novo presidente da República. Garanto que estamos diante de um homem diferente dos padrões normais da nossa política. De raciocínio muito rápido, fora do comum, dá a impressão que conhece todas mazelas existentes na máquina pública brasileira.

Bolsonaro, embora com vários anos de deputado federal, não foi muito levado a sério, quando surgiu como candidato a presidente da República. Nomes importantes (não muito sérios) da política nacional nunca disseram coisa com coisa sobre a figura do novo presidente, quando ele apareceu como candidato, fizeram até muxoxo, piada, sobre a figura do capitão, devido sua última patente no Exército.

É costume da parcela política de esquerda no Brasil, ter um certo asco, quando se fala em militar, Forças Armadas, desconhecendo que Forças Armadas são compostas de gente brasileira nascida as mais diversas origens, descendências, formada por este formidável cadinho brasileiro.

Faço votos que Jair Messias Bolsonaro, esse descendente de imigrantes italianos, que ama o Brasil, faça um estupendo governo, no campo do desenvolvimento econômico e social do nosso Brasil.

Nem bem terminado de contar os votos, quando a notícia da eleição de Jair Bolsonaro era lúcida e certa, o sr. Haddad, o poste encomendado pelo professor Lula, para ser seu teleguiado, já mostrou da sua intenção de fazer oposição contra o presidente que nem havia sido anunciado como eleito, pelas autoridades eleitorais.

É muito cedo ainda, mas vamos ser eternamente gratos ao capitão Jair Messias Bolsonaro, por ter livrado o povo brasileiro do lulo-petismo, que nos causou tanto atraso, tanta vergonha, com seus mensalões, cuecões, malas voadores, lava-jato e tudo mais.

Somos muito primários para entender o que representou a eleição de Jair Bolsonaro para presidente. Muitos não gostam da sua forma de falar, de dizer as coisas, mas irão gostar da forma dele agir, da sua honradez, da sua dignidade, do seu gostar do Brasil.

Temos que convencer a certa gente que a mais importante façanha de Jair Bolsonaro foi, com apoio do juiz federal Sérgio Moro, acabar com a corrupção no Brasil. Negócio difícil, mas que será realidade em breve.

 

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo

Conheçam o Brasil.

04/11/2018

 

Não entendi direito o que li: ”Vitória vai ter vôos diretos para Buenos Aires?”  Diários? Semanais? Semestrais? Anuais? Por que Buenos Aires e não qualquer estado brasileiro, a preços competitivos? Baixar o preço do querosene de avião para termos vôos internacionais para a Argentina? Vai ter passageiro para sustentar os vôos, já que eles são “diretos”. Nada  contra a Buenos Aires ou qualquer cidade argentina, só sei se esse tal de “direto” é saindo daqui para lá ou passando por Rio ou São Paulo porque, operacionalmente, não existem passageiros para vôos diretos (sem escala)?

 

Não me tomem por pessimista, ao contrário, sou, além de otimista, muito realista e sei quanto custará manter uma regularidade operacional de um vôo  entre a capital do nosso Estado e qualquer país limítrofe com o Brasil.

 

Tenho viajado, vez por outra, para cidades do interior do Brasil, como nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, no próprio Mato Grosso do Sul, inclusive no Norte e Nordeste. Conheçer o Brasil, deveria ser nosso lema, porque desconhecemos o que temos de mais extraordinário, a impressionante diversidade nacional.

 

Faz algum tempo fui convidado pelo estimado amigo Nicolae Sofran, para conhecer sua propriedade, Ninho das Águias, em Venda Nova. Poderia ser uma das maravilhas do mundo, se a miserável estrada à margem da BR 262 que nos leva à sua propriedade fosse decentemente carroçável. Será que não tem um governante que se apiede das maravilhas existentes no Espírito Sant? De Vitória a Pedra Azul, em Domingos Martins, pela BR-262, é qualquer coisa indecente, imoral, como dizia o saudosos amigo, governador Christiano Dias Lopes Filho, um negócio de “engordar empreiteiro”, não acabam nunca as obras, simplesmente porque essa gente tão devassa é mais preocupada com seu bolso, sua barriga, do que propriamente com o Estado, o país.

 

Estupidamente falando, somos muito pobres, muito burros, de recursos e de ideias. Não temos projetos, continuidade, perseverança, amor ao que fazemos.

 

Quando, numa capital como Vitória, leva-se dez ou mais anos para tapar um rua, como a av. Leitão da Silva, meia dúzia de quilômetros da Rodovia do Contorno ao Mestre Álvaro, na Serra, não tem força que nos leve para frente, muito menos em vôos regulares para Buenos Aires. Pegar um carro, subir a Cordilheiras dos Andes, sair no Chile, percorrendo os Lagos Andinos, não pode ser um negócio corriqueiro, como ir a Guarapari todos fins de semana e, no retorno, ou na ida, quando o Sol se põe, pegar engarrafamentos monstruosos, porque fizeram a rodovia estreita, cheia de sinais, redutores de velocidade, sem futuro, é muito sacríficio!

 

Tenho pena do Sofran, com seu Ninho das Águias, uma maravilha, sem uma estrada carroçável, decente, ao menos...

 

Vamos ter vôos regulares para a Argentina e não temos uma BR- 262 decente. Quando iremos nos livrar dos matadouros?

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo



« Recentes   2055 2054 2053 2052 2051 2050 2049 2048 2047 2046   Anteriores »