Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



O dinheiro sumiu.

07/03/2021

 

Nada mais além do dinheiro atrai o interesse da raça humana (ou um rabo de saia). Todos nós temos um desejo ardente de enriquecermos, sem fazer força. Tem quem roube como uma espécie de morbidez inaudita. Do que já li, reli, ouvi, nunca soube que qualquer sociedade decente suportasse o que suportamos, vendo importantes organizações públicas, estatais, como Petrobras, Correios, Caixa Econômica, Banco do Brasil, ferrovias e rodovias apodrecendo ao sabor do esquecimento e a sociedade sendo compelida a pagar três vezes mais impostos do que qualquer sociedade do mundo, para sustentar a mais deslavada plutocracia do mundo, na maioria formada às custas de pilhagem dos cofres públicos, sem que alguém se incomodasse, até que um dia surgiu alguém, não se sabe direito por que cargas d’água, para dar um basta: “Aqui ninguém rouba mais os cofres públicos. Se roubar, coloco no “pau de araras”, e assistimos a rebelião dos ladrões, dos apeados do poder, mas se esperneando como porcos sendo arrastados para o matadouro. Até a Odebrecht mudou de nome, para não ficar com o rabo visível demais...

 

Minha família me chama, carinhosamente, de mais teimoso do que uma dúzia e meia de mulas velhas que, quando empaca por uma coisa, não arreda o pé. Vou morrer teimoso como mil mulas velhas, mas vou continuar, incansavelmente, até meu desaparecimento, lutando contra a imbecilidade nacional, os que querem manter empresas estatais, essas imoralidades com seus feudos de ladrões caracterizados como políticos e empresários sádicos, famintos, com suas artes de corromper.

 

Está surgindo um punhado de homens e mulheres seguidores de Bolsonaro, para pôr um fim à canalhice ladrona do Brasil. Temos que chegar, ao menos, a 80% de indignados contra a corrupção. Temos que ter coragem de morrer lutando.

 

O que assistimos agora, com as denúncias do governo Bolsonaro contra o sumiço do dinheiro enviado a alguns estados, para tratar os atingidos pela pandemia causado pelo coronavirus, deveria servir, comprovadamente, pelo sumiço, como um motivo de fuzilamento dos ladrões. Não tem país, sociedade que suporte tanta iniquidade.

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo

O petrleo da me Joana.

06/03/2021

 

Vamos de novo a história da minha avó Virginia: “Meu filho, na vida, tudo se acaba, Tudo!!!”

 

A conversa do” petróleo é nosso”, uma invenção populista na ditadura do Estado Novo, sob o comando de Getúlio Vargas, com intuito de sensibilizar a opinião pública para ficar contra a concessão da extração petrolífera por empresas estrangeira, como uma espécie de “reserva” de mercado, criando-se a Petrobras.

 

O governo não pode ser dono de empresa pública de qualquer natureza, a não ser a voltada para o saneamento básico, sistema energético, controles epidemiológicos e Segurança Nacional.

 

Petrobras, Eletrobrás, Rodobras, Sudene, BNDES, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Correios e mais umas 300 empresas públicas e, uma extraordinária maioria de obrigações fiscais e parafiscais, servem para encarecer a vida da sociedade e inibir o desenvolvimento econômico e social da nação.

 

Estamos vendo a grande merda que deu empresas estatais nas mãos de governantes corruptos. Persistir no erro?

 

Assistimos até o governo Collor de Mello a extinção das reservas de mercado. Só podíamos importar qualquer produto industrializado, desde que não tivéssemos de assimilar produzido no Brasil. Carro não podíamos importar, geladeira, televisão, rádio, bicicleta, nada. Os carros eram verdadeiras carroças. O país não avançava devido à falta de computadores “inteligentes”. O Collor deu um pontapé nessa frescagem e extinguiu a reserva de mercado. Foi a única coisa boa que fez como presidente,

 

Promete o governo privatizar tudo, destravar a burrice que impede o desenvolvimento nacional. Os chamados “democratas”, mais conhecidos como inimigos do trabalho, são favoráveis ao aumentar das benesses nos serviços públicos, não querem a privatização, porque terão de trabalhar.

 

Cria-se um tremendo entrave ao mercado do carro elétrico no Brasil, por que não vai usar mais petróleo e as prefeituras e estados perderão os royalties maldito, que alimenta subservientes, ladrões e preguiçosos.

 

Com essa gente retrógrada, vai ser difícil a construção de um país de verdade.

 

A Petrobras é a empresa de petróleo mais ineficiente do mundo, com montanhas de empregados inúteis.

 

Continuar com a ladroagem? Bolsonaro não quer.

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo



« Recentes   2482 2481 2480 2479 2478 2477 2476 2475 2474 2473   Anteriores »