Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



O incrível Bolsonaro

08/08/2018

 

 

Assisti, entre pasmo e incrédulo a entrevista do candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro, dia 1º de agosto em curso, na Federação do Comércio, onde teve seu encontro com empresários dos segmentos empresariais do Estado. Pontual, como um bom soldado, chegou faltando cinco minutos para as 7 horas da manhã.

Antes de seu pronunciamento, bateu papo com lideranças presentes, tirou fotos com quem desejava sair ao seu lado e partiu para seu pronunciamento, dizer o que pretende fazer, se chegar à presidência da República, dizendo, de início, que iria transmitir suas ideias sobre a conjuntura nacional, sem entrar no cérne das questões a serem abordadas, para não adiantar o que pretende fazer, se chegar à direção máxima do país.

Foi absolutamente claro, com relação à imprensa, que não iria conceder entrevistas e muito menos responderia perguntas, porque sabia que a imprensa nacional, com raras exceções, está fazendo tudo para derrota-lo, com medo de que cumpra suas promessas. “Prefiro me eleger sem o auxílio dessa gente, que só tem buscado denegrir minha imagem. ”

Estou impressionado com a capacidade do sr. Jair Bolsonaro em sintetizar o que pretende fazer, fazendo uma espécie de crítica à política nacional, aos administradores públicos, a verdadeira exculhambação que reina em nossa politica, sem antecipar como pretende resolver essas dificuldades nacionais que tanto nos envergonham.

O candidato Jair Bolsonaro terminou sua fala fazendo um apelo ao eleitor, para que eleja o maior número possível de representantes ao Congresso Nacional que sejam de suas bases, para que possa ter influência no Congresso Nacional, onde reside uma grande aglomeração de ratazanas da pior espécie.

Bolsonaro é um homem destemido. Conhece em profundidade os problemas brasileiros e da a impressão que tem solução, coragem e determinação para acabar com todos eles.

Esta é a primeira vez que estive com o sr. Jair Bolsonaro, com quem conversei alguns instantes sobre problemas nacionais, onde ele me afirmou que pretende chegar e decidir, de sua maneira, de uma só vez. Tem certeza que vai ter pela frente, os maiores obstáculos possíveis para romper, mas está disposto a enfrentar todas agressividades, até contrariando seus familiares, em virtude das agressões que tem sofrido por parte da imprensa que buscam fatos medíocres, como que ele teria andando pelado na rua de sua cidade, onde nasceu, quando tinha uns cinco anos, como se esse fato fosse o bastante para alguém não ser candidato à presidência da República, e deixam à salvo os ladrões da pátria...

Bolsonaro é incrível. Merece ser nosso presidente.

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo

História sem fim...

07/08/2018

 

O que é razoavelmente decente no Brasil? Nada. Mas nada mesmo? Nada mesmo.

 

Como sou ateu, devidamente registrado, não tenho para quem apelar para que salve o Brasil desse processo imoral, perverso, que enfrentamos, com as trapalhadas da justiça, das camadas políticas e da chamada burrice de grande parcela da sociedade. As estatísticas oficiais dizem que o Brasil detém 72% de sua população como analfabetos funcionais. Sabem ler, mas não sabem transmitir o que leram.

 

Na sua edição de 2 de julho último o Estado de São Paulo, o mais importante jornal do país, numa reportagem sobre energia, informou na sua página de economia e negócios que “o governo Federal assumiu as distribuidoras de energia de forma temporária em 1977, com o compromisso de vende-las em leilão de privatização, marcado para o dia 26 de julho em curso, mas pendências na Justiça e no Congresso podem adiar os planos da União.

Em 20 anos, as subsidiárias da Eletrobrás acumulam prejuízos de R$ 22 bilhões. Há duas semanas atrás o ministro do Supremo Tribunal de Justiça, Ricardo Lewandowski retirou a distribuidora de Alagoas (Ceal ) da disputa até que o Estado e governo Federal se entendam sobre o ressarcimento que o governo Estadual diz ter direito de receber. No Congresso, ainda é preciso votar o projeto de lei que resolve pendências das distribuidoras no Norte, principalmente a Amazonas Energia.

 

O Brasil tem o custo de energia mais caro do mundo. Nenhum país que deseja se desenvolver podem bancar um preço de energia equivalente ao vendido no Brasil. Para se ter uma ideia, o Estado do Espírito Santo tem a energia mais cara do mundo (como no todo, o Brasil) e em Colatina se situa a energia mais cara do Brasil...

 

O governo (todos eles) não pode ser dono de bancos, energia, fábricas diversas, simplesmente porque ele é incompetente para administrar empresas.

 

Um dos processos que inibem o desenvolvimento do Estado é o custo exorbitante da energia. Tudo no Brasil custa o dobro do valor dos produtos iguais ou semelhantes dos outros países. O sistema bancário oficial brasileiro é um negócio imoral. Quem vai solucionar essa questão? Por que esse amontoado de ladrões dentro da Petrobras, quase levando-a à extinção?

 

Não tem um canto, um negócio que se salve da fome desesperada dos que estão no poder para usurpar seus frutos.


O Brasil, tem os negócios mais absurdos do mundo, como os cartórios, o sistema bancário oficial, a intromissão nos negócios econômicos, que permitem uma ladroeira sem fim.


Quem vai dar jeito no Brasil?

 

 

FONTE: JORNAL A GAZETA


Imprimir | Enviar para um amigo



« Recentes   2010 2009 2008 2007 2006 2005 2004 2003 2002 2001   Anteriores »