Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



A cachaça é coisa nossa.

15/09/2019

 

Acabou de ser realizado no Centro de Convenção de Vitória - 05 e 06 de setembro – o Salão de Negócios e o Congresso Brasileiro da Cachaça, organizado pelo Studio Brasil – Companhia de Eventos, com excelente participação de dezenas de fabricantes, sendo surpreendente o número de expositores do Espírito Santo.

 

Não sou um grande entendido em cachaça, mas tenho uma excelente coleção e não conheço bebida melhor, rivalizando-se com uísque das melhores procedências.

 

Desde que começaram os plantios de cana no Brasil, principalmente Minas Gerais, Pernambuco, Alagoas e Paraíba, só agora vem a cachaça ganhando os salões refinados, as grandes festas.

 

Fui ao Salão de Negócios da Cachaça e ao Congresso Brasileiro da Cachaça, realizado em Vitória, não simplesmente para atender ao convite de um amigo, mas para ver o comportamento dos frequentadores. Me impressionou o número de participantes e expositores, bem como os apoiadores, a começar pelo Sebrae que participou firmemente, como ressaltou o grande produtor, o médico Adão Célia, elogiando o trabalho do órgão para o brilhantismo da mostra.

 

Parece que o Congresso Brasileiro da Cachaça será realizado anualmente num Estado diferente mas, o entusiasmo com que foi recebido no Espírito Santo, poderia ser realizada uma mostra anual aqui com objetivo de mostrar a importância do produto capixaba, sua familiaridade com as tradições que, parece, não gostam de aparecer, quando se toma uísque das piores procedências, por ser chique...

 

Faz algum tempo que recebemos, em nossa casa, uma família de dinamarqueses, pela participação de um de seus filhos numa  bolsa de estudos na UFES, através do Rotary Club e, o jovem estudante gostou tanto do Espírito Santo que tem trazido seus familiares por várias vezes, nos períodos longo de inverno lá, de sol escaldante aqui. Num almoço de fim de semana, oferecemos aos visitantes uma excelente cachaça. Não falando o português, fez o filho, Anderson, perguntar que bebida era aquela, quando foi informado que era cachaça, a bebida mais popular do Brasil. O homem, na sua simplicidade, pediu para levar o resto que ficou no litro. Peguei mais três litros, da outras marcas, para levar. Diz ele que foi o melhor presente que recebeu em sua vida e passou a ser um grande propagandista da nossa cachaça.

Quero dar meus parabéns a todos que, direta ou indiretamente, participaram do importante evento. Todas instituições patrocinadoras, a partir do SEBRAE.

 

A cachaça é coisa nossa. Prestigiem.

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo

Enganadores e qualidade de vida.

14/09/2019

 

Essa tal de internet foi uma descoberta fenomenal! Rola por aí, através das chamadas redes sociais, o velho e já esquecido noticiário do anterior governo de Renato Casagrande, quando foi eleito com ajuda do então governador Paulo Hartung, o “projeto”, com direito a maquete eletrônica, da Quarta Ponte, ligando o bairro de Santo Antônio ao Porto de Cariacica, assunto  que está divertindo o eleitorado, sempre propenso a ser enganado por mentiras que inflam de vento a vaidade de certos políticos.

 

Tem um gaiato que pagou, com dinheiro nosso, para espalhar a mentira de que Vitória é a terceira cidade (acho que é do mundo) de melhor qualidade de vida, onde existem bairros onde nem a segurança pública entra, onde estão homiziadas temíveis, assassinos e traficantes.

 

Tem mais de ano que a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros fizeram uma greve que durou perto de 30 dias, onde foram, assassinadas, sabe Deus por quem, 219 pessoas. Desaparecerem das atividades comerciais perto de 400 empresas, saqueadas, depredadas, pelos chamados “inimigos do alheio”... É um carnaval de sandices.

 

Do outro lado da baia de Vitória, no município de Cariacica, onde em 28 bairros (diz o noticiário do Jornal A Tribuna do dia 30.08) que a PM e a Força Nacional e a Policia Civil começaram o “choque de segurança” na região de “melhor qualidade de vida”, onde, depois de 20 horas, as pessoas desaparecem das ruas, com medo de serem assaltadas e mortas, e carros não devem parar em sinais.

 

A região está povoada de pedintes que preferem mais à noite, para “pedir”, sendo em alguns pontos, obrigando motoristas a descerem o vidro das janelas dos carros para assaltá-los.

 

A transformação de ruas e avenidas em ciclovias (agora pistas de patinetes) faz com que, uma média de três acidentes graves ocorram por dia com usuários de bicicletas, afora os motoqueiros que provocam sucessivas tragédias, os 34 endereços da região, mais complexas para se andar de carro.

 

Olha que já faz tempo que a Quarta Ponte do “professor” Renato Casagrande foi prometida. Deve ter esquecido de começar a obra. São tantas...  Quem sabe se desta vez ela não sai?

 

Qualidade de vida...

 

A GAZETA do dia 10.09 publica a seguinte matéria paga:

 

“ Vitória inteligente

 

Atualmente, Vitória tem a melhor saúde do país (Ranking Smart Cities), bem avaliada pelos moradores e com marcação de consultas online e sem filas.

 

Possui ainda a melhor educação para crianças de até 6 anos (Ranking Smart Cities), internet wi-fi gratuita em 220 pontos e tecnologia no combate à criminalidade com a implantação do Cerco Inteligente de Segurança.”

 

Que maravilha!!! Deus está vendo!!!

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo



« Recentes   2212 2211 2210 2209 2208 2207 2206 2205 2204 2203   Anteriores »