Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



Além da imaginação I

21/05/2020

 

Tínhamos saído do segundo mandato de Fernando Henrique Cardoso, comprado de forma desavergonhada, à vista da nação e iniciativa o governo do famigerado Luiz Inácio Lula da Silva e aquela malta de esfomeados, assaltantes dos cofres públicos, oriundos de Cuba, União Soviética, Guatemala, por aí, onde foram fazer curso de guerrilha.

 

Aos olhos vistos das nação, abismada com tanta patifaria, mandei para o meu velho e acalentado amigo, Chrisógono Teixeira da Cruz, o livro mais importante sobre guerrilheiros e guerrilhas na América Latina: “La utopia desarmada – Intriga dilemas Y promessas de lá izquierda em América Latina “, de Jorge G. Castañeda, um dos mais importantes trabalhos sobre os esquerdopatas que surgiram, pós movimentos revolucionários do Cone Sul.

 

Um mês depois, mais ou menos, recebo o livro de volta, após a leitura do amigo, com o seguinte manuscrito:

 

“Lendo Hamlet, de Shakespeare, deparei com o seguinte diálogo:

“- Hamlet: “Quais são as novidades?

 - Rosenkranz: “Nenhuma, senhor, a não ser a de que o mundo se tornou honesto”.

 - Hamlet: “Então, é o fim do mundo; mas suas novas são falsas”.

 

Então, arremata o amigo Chrisógono, com sua sutil observação: “Acho que estamos vivendo na antiga Londres...”

 

No próximo almoço que tive com o velho amigo indaguei do porque ele se referia à “antiga Londres”, no seu bilhete, após o diálogo de Hamlet com Rosenkranz, quando ele acrescentou: que Londres à época era o centro da corrupção do mundo, era um negócio impressionante, e arrematava: “Com essa gente que tomou de assalto o poder no Brasil, cometendo as maiores roubalheiras, e não se toma nenhuma providência, seria para enforcar essa malta de vorazes ladrões. Vamos assistir aqui, no Brasil, multiplicado por dezenas de vezes, as roubalheiras inglesas que assustaram o mundo.”

 

Não deu outra coisa...

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo

Uma nova Guarapari.

20/05/2020

 

Sou, por natureza, por formação, um determinado para o trabalho que realizo. Não paro enquanto não vejo a tarefa pronta. Na parede da casa que morei, na sala das refeições, tinha um armário de madeira onde minha mãe guardava as louças, com a seguinte frase maçônica presa a um quadro emoldurado: “O trabalho tudo vence! ”, mais embaixo outro dizia: “ A melhor oração é o Trabalho”.

 

Desde 1952, acompanhado o então governador Jones dos Santos Neves, um impertinente administrador, vocacionado para o trabalho, nas suas idas a Guarapari, no decurso desse longo tempo, embora conhecendo todos os prefeitos de lá até à presente data, alguns até de quem mantive bom relacionamento, como Pedro Juvenal Machado Ramos (velho companheiro da UDN), Maurice Santos, Hugo Borges, não teve um, comprometido com o trabalho, a edificação de uma nova Guarapari, do que o prefeito Edson Magalhães. Determinado, competente, mas que, não pode fazer tudo que querem e que ele próprio imagina, porque as vezes, no Brasil, as “circunstâncias”, como agora, fazem até a vida mudar de rumo.

 

Se depender da minha opinião, quero afirmar ao eleitorado de Guarapari para não admitir, em hipótese alguma, que deixemos de reeleger o prefeito Edson Magalhães. O que peço é em favor a Guarapari, o desenvolvimento do município. Tenho uma propriedade rural que me obriga estar na cidade todo final de semana, há mais de 50 anos. A transformação de Guarapari devemos exclusivamente ao trabalho persistente, incansável desse homem que, se algum dia depender do meu esforço, será governador do Estado do Espírito Santo. Chega de oportunistas, de pessoas sem maiores preocupações com o futuro. Qualquer visitante, morador sabe o que Edson está fazendo.

 

Agora mesmo, o prefeito Edson Magalhães está inaugurando a nova Avenida Paris, que vai dar acesso a quem chega, pela BR-101, à  Praia do Morro, também totalmente modificada, como raras praias no nosso País, com banheiros subterrâneos, centros de animações, coisa de cidade grande, organizada.  Ciúmes, sempre existiram e vão continuar existindo, mas ninguém realizou tanto por Guarapari como Edson Magalhães. Confiram.

 

 

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo



« Recentes   2337 2336 2335 2334 2333 2332 2331 2330 2329 2328   Anteriores »