Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



Mudanças à vista

11/05/2019

 

Ao contrário do que querem fazer parecer, que o governo Bolsonaro é um ajuntamento de malucos, como falou Lula na sua entrevista, uma onda de desespero varre de forma generalizada instituições públicas que nunca se preocuparam com os interesses nacionais.

 

A base do desenvolvimento cultural de uma sociedade repousa no seu sistema universitário. Ali formam-se as futuras personalidades nacionais, os chamados homem do amanhã, que enriquece a nação e as famílias, prestando relevantes serviços à sociedade.

 

De forma desesperada, algumas apaixonadas, milhares de jovens buscam conhecimentos em centros universitários fora do Brasil, pela precariedade do nosso ensino público.

 

Não creio que seja o governo de Jair Messias Bolsonaro capaz de colocar ordem em toda bagunça que se generalizou no país nos últimos 90 anos de utilização da cornucópia do favoritismo oficial, mormente nos últimos governos, onde presidentes da República, senadores, deputados, serviçais de um modo geral, proxenetas, corruptos de toda espécie estão presos ou a caminho das prisões, pelos malefícios causados à nação.

 

Experimentamos os ventos da mudança. A montanha de ataques montada contra o governo Bolsonaro dá a exata dimensão do desespero que a classe política enfrenta, tentando sobreviver ao vendaval que Bolsonaro está causando, o corte de 30% nas verbas das universidades públicas tem como objetivo a moralização, exterminar o que está circulando nessa internet, das verdadeiras bacanais que ocorrem dentro das universidades, num dos espetáculos mais vergonhosos de nossa história.

 

O que não se esperava foi a reação do governo Bolsonaro aos violentos ataques que a mídia tem sustentado contra sua pessoa, principalmente, sua família, pelo simples corte de verbas públicas que engordavam certa imprensa, que está passando por graves dificuldades.

Hoje, difícil se ter uma certeza de como acabará tudo isso que estamos assistindo na nação brasileira. Acho que vamos caminhar para uma posição muito confortável se forem aprovadas as medidas propostas, principalmente a Reforma da Previdência Social.

Bolsonaro está começando o governo, que não completou ainda cinco meses. Vamos assistir, em breve, a transformação do Brasil, de sua sociedade, de um novo crescimento econômico e social.

 

O Brasil vai mudar. Podem acreditar. 

 

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo

Que cidade é esta?

10/05/2019

 

No ar, uma pergunta: Que cidade é esta em que vivemos? Vitória, capital com um dos menores territórios do Brasil (42K²), com 60% de morros povoados por uma marginalidade assustadora que, praticamente, impede que a região viva em tranquilidade, com sua população sobressaltada com a movimentação de perigosos bandidos que atemorizam os que produzem, querem investir, pagam impostos, pesados, para ficarem desprotegidas.

 

Não é de hoje nem de ontem a insegurança da região da Grande Vitória, é um negócio antigo, que caminha com a incapacidade gerencial dos dirigentes que claudicaram com o processo fiscalizador do alastramento do favelamento irresponsável.

 

Não há dinheiro que chegue, para nossas autoridades gastarem irresponsavelmente, a começar com o empreguismo desenfreado; suporta o país o maior sistema burocrático do mundo.

 

Agora mesmo o centro nevrálgico da capital do Estado foi sacudido pela ação de bandidos os mais temíveis que se homiziam nos morros da cidade, criam seus redutos fortificados, onde a polícia não entra, não por falta de coragem, apenas, mas pela falta de armamento compatível com os dos bandidos.

 

A insegurança é geral, paralisando as atividades econômicas, impedindo que lojas prestadoras de serviço e colégios funcionam como em qualquer região civilizada do mundo. Os incêndios em veículos, até viatura da TV Vitória foi incendiado sem que ninguém veja, mas aos olhos de todos, até da cobertura da própria imprensa hostilizada pela marginalidade para que os seus ataques não sejam filmados.

 

O que mais me impressiona não é a ação dos bandidos, que todos já estamos acostumados a elas, mas é o descaramento com que se alardeia que Vitória é a terceira cidade brasileira em qualidade de vida! Será que esse pessoal faz isso por cinismo ou porque estão pagando a alguém para dizer tal estultice?

 

É uma temeridade sair à noite em Vitória, passar por regiões sem movimentação, inclusive pelas avenidas Rio Branco, Leitão da Silva, Vitória, Beira Mar e tantas outras, onde impera o banditismo. A frequência de ônibus assaltados a qualquer hora do dia ou da noite é um negócio vergonhoso. Será que tem jeito para essa tragédia toda?

 

Todos somos impotentes diante das ameaças da bandidagem, não é só a polícia que se senta acuada, intimidada, mas toda sociedade, diante dos fatos que estão aí, incontestáveis.

 

Tem muita cidade insegura, talvez pior até do que a Grande Vitória, mas esta é uma das grandes razões porque não temos desenvolvimento sustentável.

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo



« Recentes   2149 2148 2147 2146 2145 2144 2143 2142 2141 2140   Anteriores »