Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



No país da burocracia

29/11/2018

 

Vou continuando na minha catilinária, afirmando sempre que o Brasil é um país suigeneris, único no mundo. Sabe-se que, uma das formas de dominação de uma coletividade, é desarmando-a, prendendo-a, se andar armada, ter uma arma sem registro, dentro de casa, para defesa de sua família, se for denunciado e a polícia achar o “trabuco” escondido dentro do baú, em casa, vai para a cadeia, é crime inafiançável.

Para desarmar a sociedade, os filhos da puta armaram um tal de plebiscito e, interessante, uma extraordinária maioria votou contra o desarmamento. Tem a história do mexicano que, pressionado pela polícia, para desdizer o que tinha dito, foi obrigado a assinar a seguinte declaração “Onde digo digo, não digo digo, digo Diogo”, e foi assim que se safou da “justiça”.

A sociedade teve que engolir decretos, portarias, normas, sei lá o que mais, onde, o que o plebiscito dizia não, o governo petista dizia sim e o porte de arma foi abolido, passando a nação brasileira ser conhecida como um povo imbecil, engolindo um desarmamento que não existe, apenas por que os donos do poder imaginam, assim, dominar o povo, nunca pensando que o sr. Jair Bolsonaro um dia pudesse se eleger presidente da República.

O Brasil é um país suigeneris...Uma grande merda de país... Vejam que, não sei quantas vezes deram um fim à tal taxa ou imposto sobre terrenos acrescidos de marinha, mas o Serviço de Patrimônio da União, sei lá mais quem, continua cobrando a chamada “taxa de domínio da União”, num atestado eloquente de que tudo no Brasil é de acordo com a vontade dos que estão no poder. Uma merda.

Agora, acaba de acontecer outra merda. A partir do dia 23 de novembro de 2018 passa a valer, em todo país, a lei nº 13.726/2018, conhecida como a “Lei da Desburocratização” (outra vez?). Assim, alguns procedimentos como, obrigatórios em órgãos públicos da União, estado e municípios como, por exemplo, reconhecimento de firma e autenticação de cópia de documentos, como a que está presente na identidade do cidadão, não será mais necessário.

Em caso de menores de idade que vão viajar e os pais estejam presentes no embarque, não será mais exigido firma reconhecida na autorização de viagem.

Os cartórios no Brasil destinam uma senhora grana, 30%, para manutenção das associações da magistratura em todo país. O Brasil é o único país do mundo ainda deter tais cartórios e a sociedade desconhece a “tragédia” que são tais cartórios... Pensei, até, que um dia, quem sabe, um milagre, um negócio semelhante, uma aparição divina, o fim dos cartórios, da Justiça do Trabalho, da estabilidade no emprego, a puta burocracia estabelecida em todos os poderes da República, essa merda toda junta, desaparecendo, poderá me fazer acreditar até em Deus! Tenho certeza, vou morrer, um dia, sem alcançar tal estado de graça. O Brasil não tem jeito. No tempo do movimento militar de 64, o ministro Helio Beltrão, com seu ministério da Desburocratização acabou com um amontoado de desgraças, foi tudo em vão. Não tem quem veja a justiça prevalecer, com a justiça que temos. Ela dá nó em sereno. Conserta relógio de baixo d’água, no escuro, solta criminosos confesso, condenado em segunda instância. Ela faz tudo e não acontece nada!

Segundo o diretor de Notas do Sindicato dos Notários e Registradores do Estado do Espírito Santo (Sinoreg-ES) Rodrigo Reis, a economia com os serviços prestados pelos cartórios não compensam os riscos que os entes e os usuários podem correr. “Em um reconhecimento de firma, o cartório assume toda responsabilidade jurídica sobre os atos. As vezes você faz uma autenticação de um documento de milhões. Há toda uma responsabilidade civil por traz do que está trazendo essa lei, que pode trazer risco ao Estado e o aos cidadãos em fraudes e falsificação”.

Nunca imaginei ler estupidez semelhante. Inda bem que, logo abaixo o economista Antônio Marcos Machado dá uma excelente lição de como tal medida aliviará a infeliz carga tributária que carregamos as costas.

Viva o fim da burocracia no Brasil! Quando?

Vou acabar me transformando num panfletário pornográfico.

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo

Biruta de encomenda

28/11/2018

 

Em sua coluna, o jornalista Cláudio Humberto notícia que o “PT trama alegar até “insanidade” para soltar Lula, afirmando mais: “Políticos do PT têm procurado jornalista para “plantar” a informação de que andam preocupados com a saúde mental do presidiário, citando alterações de humor, abatimento e até supostas “falhas de memória”."

Quando fui secretário do governador Christiano Dias Lopes Filho, me apareceu um deputado da ARENA, muito amigo, me pedindo um favor, muito pessoal. Um seu parente, que trabalhava na administração do Porto de Vitória, estava com sério problema de memória, não falava coisa com coisa, precisava de um longo período de licença, mas não podia perder vencimentos, que conseguisse que ficasse “encostado”, passando por um processo de tratamento, etc., se eu não conseguiria aquele “favor” com o sr. Dorian Castelo Miguel, novo superintendente do Porto...

Coincidentemente, chegava na minha sala o sr. Dorian Castelo Miguel, a quem apresentei ao deputado, que acabara de me fazer um pedido, alusivo a um servidor de sua administração, historiando-lhe o caso do parente do deputado. Com ar de espanto, o sr. Dorian exclamou: “Coitado!”. Será que tem cura? Por que não levam –no a um psiquiatra, para fazer uns exames... Quem sabe se não será possível aposentá-lo? Deputado, o senhor acha que ele realmente esteja doido?

Diante do interesse do novo administrador do Porto, o deputado, imaginando que ele estivesse sensibilizado com a doença do seu parente, aquiesceu, que o caso era grave, mas achava que a família não desejava leva-lo a um psiquiatra, para não constrangê-lo, dai porque insistia uma espécie de “encosto”, de fazer de contas que ele estava morto, não existisses.

“Deputado, deixa fazer-lhe mais uma pergunta. Será que a família já o pegou rasgando dinheiro? Comendo merda? Dando volta, nú, no quarteirão onde mora? ” Espantado, o deputado aqueceu: “Ainda não chegou a esse ponto, mas ele não está bem...”

“Bem, deputado, quando ele chegar a esse ponto, é melhor leva-lo a um médico, especialista, para tratamento. Por enquanto, acho que a única coisa que ele deva fazer é trabalhar”.

Pode ser que surja gente mais esperta do que Lula e sua turma. Por enquanto, não existe igual no mundo. Vejam que, essa turma metida a socialista, integrantes de um tal Foro de São Paulo, querendo promover uma revolução, meteu os pés pelas mãos, quase destruiu a economia nacional e, vendo que não tem jeito, vai mofar na cadeia, arma uma semvergonhice de tal quilate...

Com a justiça que temos, não se pode confiar em mais nada. Amanhã, o Papa Francisco, argentino, da turma de Leonadro Boffe (Boffe mesmo), pode anunciar a canonização de Lula, como santo do pau oco...

Eles são capazes de tudo...

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo



« Recentes   2067 2066 2065 2064 2063 2062 2061 2060 2059 2058   Anteriores »