Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



A imoral guerra das vacinas.

04/06/2021

 

Sentindo-se totalmente destruída com o uso das redes sociais na campanha que elegeu Jair Messias Bolsonaro à presidência da República, a velha imprensa escrita e a falida mídia eletrônica formaram um pacto suicida: utilizar a mentira até a exaustão para destruir o presidente, apeá-lo do poder, contando para tanto com o apoio de ponderável participação de facções políticas e de parcela perversa da Justiça, assentada no Supremo Tribunal.

 

Aos tropeções e empurrões, usando a mentira, como sempre, como pano de fundo, a velha imprensa vem fabricando desesperados levantamentos de opinião pública, através de pesquisas que qualquer jovem, de mediano saber que não passa de uma grosseira inversão da verdade.

 

A última palhaçada proposta contra o presidente da República vem através do dedo da Justiça no Senado, para montagem de uma CPI, não para apurar os desvios de recursos públicos que foram encaminhados aos governadores que, alguns, desapareceram com grande parte do que receberam, mas convocar ministros e o próprio presidente para dizer do porquê demorou tanto em adquirir vacinas, como se o Brasil tivesse obrigações de ir comprando vacinas de laboratórios apressados, que chegavam batendo às portas  governamentais, sem um exame sério de sua capacidade imunológicas.

 

Raros laboratórios são sérios. Essa apressada distribuição de vacinas em todo mundo ainda vai dar, em boníssima merda, para infelicidade da massa humana desesperada para ser inoculada com a dose de qualquer porcaria que lhe apareça à frente, com medo da morte.

 

É uma estupidez a guerra que se faz contra a utilização do quinino para combater o coronavírus. Um dia vamos entender melhor do porque essa formidável campanha de ávidos laboratórios, alguns sendo defendidos por safados governantes que, com sua incapacidade gerencial ou a estupidez de se apegar a saltos eleitorais, esquecendo-se do chamado povo, que não tem direito a nada nesta nação de um sistema dirigente podre, na sua expressiva maioria.  

 

 

 

 

 

                                                                                                                                                                          


Imprimir | Enviar para um amigo

Zaratustra e o MST.

03/06/2021

 

Dizem, é de autoria do grande profeta persa Zaratustra (ou Zoroastro, a versão grega do seu nome), que viveu provavelmente, por volta do século VII a.C), e foi o fundador do Zoroastrismo ou Masdeísmo, a primeira religião monoteísta registrada na história da humanidade, e que teria sido o autor de uma frase que ficou célebre: “Se falas por ignorância, eu te perdoarei. Mas, se for para abusar da minha alta prosopopéia, dar-te-ei um cocorote no alto da sinagoga e transformarei suas massas cefálicas em cinzas cadavéricas ou científicas”... A conferir.

 

O “preclaro” governador Renato Casagrande, “um iluminado”, sempre mostrou que está à frente do Governo do Estado do Espírito Santo há dois anos e cinco meses com uma profunda aversão em relação aos problemas de natureza econômica e social do Estado, ao ignorar a existência de quem move a máquina que sustenta a economia capixaba , que são os empresários, notadamente os que participam com perto de 85% da arrecadação do ICMS e, por inaptidão administrativa, perdeu o rumo, não sabe administrar com razoável equilíbrio a força de trabalho do Estado, nunca atendendo um pedido de reunião dos ramos empresariais e dos trabalhadores, preferindo trata-los às caneladas através de vídeo conferência, onde ele é o único interlocutor de si mesmo, principalmente sobre o surto epidêmico provocado pelo coronvírus; a falta de transparência alegada por seus inimigos políticos,  na prestação de contas de R$ 16,1 bilhão que recebeu do governo Federal, mas se presta a um ridículo papel de anfitrião a um grupo de Sem Terras, notoriamente invasores, uma horda de comunistas que o acompanha desde sua presença na pasta da Agricultura e como vice-governador do Estado, junto com o PT.

 

Não tenho nada contra, como o governador recebe bando de comunistas de aluguel, muito menos os esquerdistas que aqui se assentaram desde que os combonianos chegaram a São Mateus, e incentivaram a invasão de terras, transformando a vida de pequenos agricultores em verdadeiros suplício, com objetivos que parecem muito claros...Eu senti na carne esse infame processo invasor no meu São Mateus, a fazenda do meu tio Álvaro Santos.

 

Agora, está programada a visita do presidente Jair Messias Bolsonaro, no dia 11, na cidade de São Mateus e, coincidentemente, o governador se reúne com um bando de Sem Terras no seu gabinete, no Palácio Anchieta, numa visita de cortesia (?), mas nunca recebeu empresários... Uma inversão a quem trabalha. Interessante?

 

Pensa, governador, na frase do profeta Zaratustra. Pode ser que, por ignorância o senhor esteja armando um confronto movido a pão com mortadela na cidade de são Mateus, que poderá redundar numa grande tragédia para muita gente, notoriamente inocente. Tomara que não...

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo



« Recentes   2527 2526 2525 2524 2523 2522 2521 2520 2519 2518   Anteriores »